AAKG arginina alfa cetoglutarato 3g 30 sachês FA8935 | Farmácia Botânica
AAKG arginina alfa cetoglutarato 3g 30 sachês FA8935

AAKG arginina alfa cetoglutarato 3g 30 sachês

Ref.: FA8935 Compra Segura

R$ 154,00 Em até 5x de R$ 30,80 sem juros

Escolha uma opção

Produto indisponível

A AAKG (Arginina-alfa-cetoglutarato) é um precursor da síntese do óxido nítrico (NO), sendo este um potente vasodilatador, promovendo melhor irrigação sanguínea dos tecidos, nomeadamente do tecido muscular. Uma maior irrigação promove maior transporte muscular de nutrientes, oxigênio, mensageiros químicos, entre outros, e uma rápida eliminação das substâncias tóxicas acumuladas, como ácido láctico, amônia, etc., ocasionando assim, o aumento da massa muscular, melhorando todo o metabolismo muscular e a regeneração do músculo durante e após o exercício.

Desta forma, todos os processos metabólicos relacionados, nomeadamente, com a atividade física, são melhorados e potencializados. A AAKG também é usada como um suplemento nutricional à imunidade de auxílio, para ajudar no metabolismo de aminoácidos e na disfunção erétil

• Estimular a vasodilatação e oxigenação muscular

• Aumentar o desempenho desportivo e sexual

• Conferir resistência

• Máxima definição muscular

• Aumentar massa muscular

ESTUDOS

Alfa-ceto ácidos podem aumentar tolerância ao treinamento para atletas Os suplementos de alfa-ceto ácidos, análogos de aminoácidos, podem melhorar a tolerância ao exercício físico e aumentar o estado de tensão de recuperação, diz um novo estudo.

Pesquisadores da Universidade de Ulm, na Alemanha, e da Universidade Southeast, em Nanjing na China, explicaram que a diminuição da tolerância ao exercício pode estar relacionada a um acúmulo de amônia no corpo, chamada de hiperamonemia.

Há hipótese de que os alfa-ceto ácidos podem oferecer benefícios, porque são fontes de nitrogênio dos aminoácidos livres. Eles são convertidos no corpo por um processo chamado de transaminação, reduzindo assim os níveis celulares de amônia. A fim de testar esta hipótese, os pesquisadores forneceram, diariamente, durante cinco semanas, suplementos de alfa-ceto ácidos para homens não treinados e descobriu-se que esta associação promove melhorias na tolerância ao exercício e efeitos do treinamento.

"O exercício físico é de grande importância para a saúde pública", escreveram eles no Jornal da Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva.

“Este estudo mostrou que a suplementação nutricional com alfa-ceto ácidos em indivíduos saudáveis, não treinados melhorou significativamente a tolerância ao exercício, os efeitos do treinamento, e o estado de estresse de recuperação”.

"Por isso, as observações para comprovar os benefícios potenciais de suplementos de alfa-ceto ácidos em indivíduos durante formação ativa será de valor científico e clínico.”

Segundo estudo liderado pela Ulm Yuefei Liu, os pesquisadores recrutaram 33 jovens adultos jovens não treinados, do sexo masculino, e submeteram todos a quatro semanas de treinamento. Os participantes foram aleatoriamente designados para um dos três grupos: o primeiro grupo recebeu alfacetoglutarato (0,2 gramas por quilograma de peso corporal por dia,); ceto-ácidos de cadeia ramificada (0,2 gramas por quilograma de peso corporal por dia); ou um placebo isocalórico.

A intervenção teve prosseguimento durante uma semana após o fim do regime de formação. Os resultados mostraram que a suplementação com alfa-cetoglutarato ou com ceto-ácidos de cadeia ramificada foi associada às melhorias significativas no volume de treinamento, potência máxima e torque muscular, em comparação com o placebo grupo. Além disso, no grupo de placebo foram relatados níveis mais elevados de stress emocional geral e exaustão, em comparação com o grupo alfa-ceto ácidos.

Os pesquisadores afirmaram que este é o primeiro estudo para investigar os efeitos da suplementação de alfa-ceto-ácidos em treinamento físico. “Embora o mecanismo subjacente dos efeitos da suplementação de alfa –ceto ácidos em exercício físico ainda não seja claro, temos demonstrado o impacto benéfico da suplementação com alfa-ceto ácidos em indivíduos não treinados.” "Mais estudos são necessários para esclarecer se a suplementação com alfa-ceto ácidos afeta a homeostase de aminoácidos e metabolismo de amônia durante e após o exercício físico, eles concluíram.” Referência: DANIELLS, Stephen. Alfa-ceto ácidos podem aumentar tolerância ao treinamento para atletas. Breaking News on Supplements & Nutrition - North America 2012.

Via oral, doses diárias recomendadas de 3,0 gramas por dia com estômago vazio, preferencialmente pela manhã e uma hora antes do treino.

mercado livre

Aproveite Também

HMB 3g 30 sachês

R$ 95,00

5x de R$ 19,00 S/ JUROS

-14%

MANGA AFRICANA COM CISSUS QUADRANGULARIS

R$ 57,00 R$ 49,00

5x de R$ 9,80 S/ JUROS

BCAA 1000mg 60 doses

R$ 65,00

5x de R$ 13,00 S/ JUROS